top of page
  • lumiajoy

Células Imaginais

Atualizado: 27 de out. de 2020

METAMORFOSE ... UMA NOVA HUMANIDADE

A Metáfora das Células Imaginais


A transformação algumas vezes pode ser drástica. O que exemplifica melhor isso é a transformação da lagarta em borboleta – uma fantástica transformação em funcionabilidade, aparência, organização dos componentes e propósito.


Os biólogos nos contam que no tecido da lagarta estão embutidas células que eles chamaram células imaginais. Elas ressoam em uma frequência diferente. São tão diferentes das outras células da lagarta que o sistema imunológico desta, pensa que elas são inimigas e tenta destruí-las. Mas as novas células imaginais continuam a aparecer cada vez em maior número. Finalmente o sistema imunológico da lagarta não consegue destruí-las suficientemente rápido, elas se tornam mais fortes, se conectam, até que formam uma massa crítica que realiza sua missão de promover o nascimento espantoso da borboleta.


Em 1969 Margaret Mead disse: “Nunca duvide que um pequeno grupo de cidadãos conscientes e compromissados pode mudar o mundo. Sem dúvida, foi a única coisa que conseguiu”. Eu acredito firmemente, junto com muitos outros, que há uma efervescência evolucionária nos tecidos da sociedade estabelecida de hoje. Que, ao invés do medo, ganância, consumismo e violência expressa através do tecido da sociedade, há um aglomeramento de células imaginais que estão com uma visão diferente de mundo, uma metamorfose.


Este é um momento de despertar. Agrupamentos de células imaginais estão se juntando por todo lugar; estão começando a se reconhecer; estão desenvolvendo as ferramentas para melhorar a conectividade, para realizar o próximo estágio da nossa sociedade humana, para trazer uma nova sociedade que se compara à atual como a lagarta com a borboleta. Uma nova dimensão de vida, uma sociedade justa e amorosa, uma humanidade enraizada na alegria e entendimento mútuo. Vocês são células imaginais; unam-se à outras, formem agrupamentos, congregações, e vamos construir juntos, uma aliança para a nova humanidade.

Tradução de Lucila Machado Assumpção de um texto de Deepack Choppra

publicado no periódico Resurgence Mar/Abr 2007.



27 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Ausência

1 Comment


Jaana Bombin
Jaana Bombin
Nov 05, 2020

The power of creation is magnificent power. The Art can open us new windows to creative landscapes. Deep in our minds also.

Thank you Lucila for letting us to share your very special windows.

Like
bottom of page